domingo, 4 de agosto de 2013

Mártires.

Olá pessoal, tudo bom?

Há alguns filmes que tem a capacidade incrível de perturbar e horrorizar o público, deixando para os telespectadores infindáveis discussões sobre tema, pontos de vistas e interpretação. O filme Mártires (Martyrs), com certeza, é um destes filmes...
http://discutindocinema.blogspot.com.br
O filme começa com uma criança, chamada Lucie, correndo por um terreno abandonado, chorando, gritando, fugindo do seu cativeiro e de seu passado de tortura e abusos psicológicos. Lucie é acolhida em um abrigo de menores, onde Anna, outra criança do abrigo,  se sensibiliza com sua estória e torna-se sua amiga, sua única amiga. Anna tenta, de todas as formas, livrar sua nova amiga do medo e terror que a aflige, a visão de uma mulher deformada e as lembranças do período do cativeiro... 

15 anos depois, Lucie buscará por vingança...

Uma família comum conversa sobre seus problemas rotineiros enquanto apreciam seu café da manhã. A campainha toca, o pai abre a porta e depara com uma garota com uma arma, a garota era Lucie. Ela atira e mata o pai, entra na casa e encontra a família perplexa com a violência gratuita praticada contra o seu progenitor. À partir daí, todos na casa pagam com sua vida pelo erro que alguém cometeu com esta garota no passado. Mas quem cometeu este erro? Como ela pode acreditar que aquela família é responsável pelos momentos de terror que a traumatizaram?

http://kusanaki.fr
Lucie, impassível em relação a atrocidade que cometeu, liga para Anna, contando o que havia feito e pedindo sua ajuda. Anna então segue para a casa da família assassinada. Anna fica horrorizada com o que Lucie fez à família, porém não sabia que viveria um horror maior do que o praticado contra sua amiga, Lucie...

À partir disto, o filme torna-se extremamente perturbador, com cenas chocantes e agoniantes. É perturbador ver o que o ser humano é capaz, o quanto extremista, desumano e perverso ele pode ser quando segue uma ideologia ferozmente. É angustiante também ver como alguns personagens ficam resignados em relação ao que é praticado contra eles.

O filme foi lançado em 2008, sob a direção do francês Pascal Laugier, que além de dirigir, também fez o roteiro do filme. O elenco conta também com a belíssima Mylène Jampanoï, como Lucie e Morjana Alaoui como Anna.

Um ótimo filme onde enredo é muito bem sustentado até o fim. Indicado para pessoas que gostam de filmes controversos, polêmicos e perturbadores. Devido as cenas fortes, não é indicado para pessoas sensíveis.

Espero que tenham gostado...

Beijos